A A A
Acadêmico de medicina que matou gata Vivi diz que era para ser só brincadeira PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
25-Jan-2016
 
O rapaz usou uma espingarda de pressão para ferir a gata

Geisy Garnes

O estudante não quis falar com imprensa e saiu com o rosto coberto (Foto: Luiz Alberto)


“Uma brincadeira que acabou mal”: foi assim que o acadêmico de medicina de 24 anos explicou a morte da gatinha Vivi, ferida com um tiro na madrugada de sábado (23) Rua Inajá, no bairro Monte Carlo, região norte de Campo Grande. O animal chegou a ser operado, mas não resistiu aos ferimentos. O suspeito foi identificado como Leonardo Lyrio de Souza.

Equipes da Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) chegaram ao rapaz na manhã desta segunda-feira (25). Depois de localizado, o estudante foi intimado a comparecer a delegacia e prestou depoimento nesta tarde, na companhia de um advogado.

Para a delegada Ana Cláudia Medina, responsável pela investigação do caso, o jovem contou que no dia do crime saiu no carro da mãe com outros dois amigos. Um deles dirigia o veículo, um HB20, enquanto ele ia no banco de trás com uma espingarda de pressão, que pertencia a um dos rapazes.

O estudante confessou que naquele dia, saiu para ‘brincar’ e disparou em vários outros gatos do bairro, mas que a única que notou ter acertado foi Vivi. “Ele pediu para o amigo parar, se não, não ia conseguir mirar”, detalha a Medina sobre o trecho das filmagens em que o carro para próximo ao animal, que andava pela calçada.

Depois do tiro, os jovens fugiram e vizinhos socorreram a gatinha. Ela foi encaminhada para a Clínica Veterinária Pronto Vet e passou por uma cirurgia que durou cerca de quatro horas. Segundo o laudo da veterinária que atendeu Vivi, a bala atingiu a coluna da gata e os estilhaços do osso causaram sua morte.

Uma das testemunhas, o fiscal da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Kelly Lúcio, de 43 anos, presenciou o crime e chegou a seguir o carro. Em entrevista do Jornal Midiamax, ele lembrou que viu o acadêmico de medicina apontar a arma para outro gato e que também passou por um animal morto quando procurava os autores.

“Eu particularmente não gosto de gatos, mas agredir um animal? É coisa de louco. Ali na rua sempre tem gatos, meu vizinho sempre alimenta eles”, afirmou o homem, que encontrou os amigos e avisou que chamaria a polícia. Após ser flagrado, o estudante afirmou que foi para casa e em seguida saiu da cidade, em uma viagem.

De acordo com outros moradores, outros gatos foram vistos mortos na região, mas para a polícia o estudante alegou que foi a primeira vez que atirou em animais, e que antes disso já havia usado a espingarda do amigo para atirar em latas.

O rapaz, que tem um boletim de ameaça em seu nome, foi ouvido e liberado. Conforme a delegada, a arma usada no crime e também munição de chumbo foram apreendidas e serão encaminhadas para a perícia, já o jovem será indiciado por maus-tratos, agravado pela morte do gato.
 
 
 

Leia Mais

...aber que arma foi usada (Foto: Luiz Alberto / midiamax.com.br) A arma usada para matar com um tiro a gata, Vivi, no bairro no Monte Carlo, em Campo Grande, na madrugada do último dia 22, per...
27-Jan-2016

...acute;ri urbano”. É assim que o aposentado de 66 anos, João Melli, define o caso da gata morta por tiro dado por um estudante de medicina, no bairro Monte Carlo, em Campo Grande, n...
26-Jan-2016

... situação como a que ocorreu com o estudante de medicina responsável por matar uma gata com tiro de arma de pressão no final da semana passada. Isso porque o ato foi cometi...
26-Jan-2016

...rtagem do G1 O estudante de medicina Leonardo Lyrio de Souza, de 24 anos, indiciado pela morte de uma gata em Campo Grande, disse que está arrependido e que não teve a intenç&at...
26-Jan-2016

  A placa do carro foi anotada Diego Alves Morreu na noite deste sábado (23) a gata Vivi que foi atingida por um tiro dado pelo passageiro de um HB20 prata na madrugada de sexta-feira (
25-Jan-2016


...am o momento em que três homens em um HB20 prata passam pela Rua Inajá e atiram contra uma gata de rua. O crime aconteceu na madrugada de sexta-feira e o registro foi feito ontem à...
23-Jan-2016

 

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal