A A A
Assembleia discute implantação de canil municipal em Três Lagoas - MS PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
28-Jun-2015
 
O projeto, visa controlar a reprodução de cães e gatos no Estado, é apoiado pelo CCZ local
 
ImageNesta semana, o deputado estadual Márcio Fernandes (PTdoB), apresentou projeto de lei para a implantação de canis municipais nas cidades com mais de 100 mil habitantes, entre elas Três Lagoas.  De acordo com o parlamentar, que é médico veterinário, o projeto visa estabelecer o controle de reprodução de cães e gatos em Mato Grosso do Sul. O projeto atende o Centro de Controle de Zoonoses de Três Lagoas, que estuda a possibilidade de retomar o trabalho de adoção de animais.

Segundo o projeto de lei, os cães e gatos encontrados na rua, sem identificação, serão capturados pelos órgãos responsáveis e ficarão num prazo de cinco dias à disposição do proprietário. Após o prazo e a avaliação clínica do veterinário, será realizado o procedimento de castração e a disponibilização para adoção.  Terão prioridade no atendimento famílias que comprovarem baixa renda e as entidades de proteção aos animais devidamente constituídas interessadas na castração de cães e gatos. “Além de viverem mais tempo e evitar ninhadas cujo futuro é incerto, [a castração] diminui a proliferação de doenças que afetam a saúde humana como leishmaniose, raiva entre outras”, destaca o deputado.

O projeto de lei propõe a criação de um abrigo público para tratar e expor os animais que serão disponibilizados para adoção, que será aberto para visitação pública, realização de  campanhas de conscientização sobre a necessidade de esterilização, importância da vacinação periódica e alerta sobre maus tratos e abandono, que configuram crime ambiental, orientação aos adotantes e ao público em geral sobre os princípios da tutela responsável de animais, celebração de convênios e parcerias com municípios, entidades de proteção animal, universidades, estabelecimentos veterinários, empresas públicas ou privadas e entidades de classe.

CZZ

Segundo o coordenador do CCZ, Cristóvão Bazan, o projeto de Lei que está sendo discutido na Assembleia Legislativa,  contribuirá para que o processo de análise para adoção de cães e gatos.

O veterinário lembra, que os animais serão vacinados e castrados antes de serem colocados na fila para adoção. Inicialmente, a intenção do CCZ é recolher apenas cachorros, mas com o tempo passará a atender a população felina abandonada.  “A proposta inicial é manter quatro animais, e conforme a rotatividade, os que estão na fila de espera serão encaminhados para adoção”, afirma Bazan.

O processo de adoção de cães e gatos foi suspenso pelo CCZ há anos, depois que a cidade passou a ser classificada como endêmica em leishmaniose. Atualmente, são sacrificados cerca de 250 cães ao mês. No entanto, a maioria deles, quando dá entrada no centro, já está com a saúde bastante debilitada ou com leishmaniose, confirmada através de exames.
 
 

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal