A A A
Ativistas soltam chinchilas de criadouro em Itapecerica da Serra PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
23-Out-2014
 
Cerca de cem chinchilas foram soltos de um criadouro em Itapecerica da Serra, no último domingo, dia 19. O local foi invadido por um grupo de ativistas que queria salvar os animais, cujas peles seriam usadas para fazer casacos e outros acessórios.

De acordo com o grupo denominado Frente de Libertação Animal (FLA), a maioria dos chinchilas estava sofrendo e até morrendo com o excesso de calor. Segundo relato postado na página do grupo no Facebook, os animais tinham no pescoço uma espécie de coleira chumbada que os “enforcava”.  Ainda segundo o grupo FLA, as denúncias dos maus-tratos dos animais chegaram pela internet.

As cem chinchilas retiradas do criadouro receberam cuidados e passam bem | Divulgação / Anda
As cem chinchilas retiradas do criadouro receberam cuidados e passam bem | Divulgação / Anda

Segundo reportagem publicada na Agência de Notícias de Direito dos Animais (Anda),  a empresa Master Chincila é de Carlos Perez, de família argentina e que mantém a mais antiga criação de chinchilas no Brasil com mais de 30 anos de atuação. A estimativa dos ativistas é de que cerca de 50 mil chinchilas já tenham sido exploradas no criadouro. Carlos Perez, de 70 anos, também é presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Chinchila Lanígera (Achila).

As cem chinchilas retiradas do criadouro receberam cuidados e passam bem, segundo a FLA. O grupo não divulgou para onde os animais foram levados.

Proibição

Um Projeto de Lei que proíbe a criação e manutenção de animais exclusivamente para a extração de peles foi aprovado em setembro pela Assembleia Legislativa do Estado, mas ainda depende da sanção do Governador Geraldo Alckmin para virar lei. De acordo com o Governo do Estado, o projeto está sendo analisado pelas secretarias da Casa Civil e Meio Ambiente. O prazo para o governador aprovar ou vetar o projeto é até o próximo dia 28.

Segundo a Agência de Notícias de Direitos Animais, na área de exportação de peles de chinchila, o Brasil é o segundo no ranking, ficando atrás apenas da Argentina. A atividade no Brasil teria começado pelo próprio Perez, que nasceu na Argentina em meio a uma criação familiar de chinchilas. A maior parte da produção vai para a China.
 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal