A A A
Cão semelhante a animal extraviado frustra aposentada PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
12-Mar-2011

Sem sucesso, dona realiza busca para encontrar cachorro perdido

Kamila Almeida

Peludo foi confundido com Pinpoo, que teria fugido do embarque - Foto:Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Peludo foi confundido com Pinpoo, que teria fugido do embarque - Foto:Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
A aposentada Nair Flores, 64 anos, amanheceu convicta de que a peregrinação atrás do companheiro perdido havia chegado ao fim. Há dez dias, não consegue dormir com tranquilidade pela falta de notícias de Pinpoo. Tudo começou quando o cachorro de dez meses sumiu no Aeroporto Internacional Salgado Filho antes do embarque em um avião da empresa Gol. Na noite de sexta-feira, recebeu a informação de que alguém teria avistado o mascote em uma casa do bairro Navegantes, zona norte da Capital.

Desde então, Dona Nair não sossegou. Como quebrou a perna na terça-feira enquanto acompanhava as buscas ao cão nas proximidades do aeroporto, pediu para o tio Euclides Motta Paz, 81 anos, passar em frente à residência que teria abrigado o cão na manhã de sábado. Paz achou o bicho familiar, mas não tinha certeza de que se tratava de Pinpoo. A aposentada decidiu conferir pessoalmente. Antes mesmo de chegar ao local, já tinha certeza de ter encontrado seu filhote.

— Vem Pinpoo, vem com a mamãe — gritava Nair, ainda dentro do táxi, com a porta entreaberta.

O cachorro não mostrou entusiasmo com o encontro. Nair pouco se importou. Largou as muletas, se ajoelhou no chão e acariciava o cão — cópia fiel do desaparecido.

O pelo tom caramelo, o nariz marrom, os olhos cor de mel, as orelhas, o comprimento, a altura, o formato das patas. Tudo exatamente igual ao bicho procurado. Para Nair, só faltava um elemento: empolgação por parte do cão, que aceitava as carícias com indiferença.

O desejo de que a busca tivesse chegado ao fim impedia Nair de assimilar uma informação fundamental. Zoé Miranda, 62 anos, que abrigou o cachorro confundido com Pinpoo, repetia que "Peludo" havia sido acolhido há mais de três meses. O tio também tentava demover Nair:

— Eles são idênticos, eu também acho. Mas, se ele ronda a região há um tempão, não pode ser o Pinpoo.

Zoé deixou claro que sentiria muita saudade se o cachorro que ela cuidava há meses se fosse, mas entendia o sentimento de Nair.

— Se ela é a dona, não posso impedir que leve o que é dela. Mas vou sentir muita falta, não posso negar. Cuido dele com todo amor. Aqui em casa os cachorros comem antes que os donos — disse Zoé.

Por quase 40 minutos, um impasse foi travado no coração de Nair. Queria levar o cachorro com ela para ver se ele retomaria hábitos antigos. Chegou a supor que foi ressentimento o motivo para ter sido ignorada pelo cachorro.

— Não tem como não ser o Pinpoo. A única diferença é o pelo tosado, mas eles estão dizendo que cortaram mesmo. Tenho medo de ir embora e ser ele. Pode ser que esteja com estresse pós-traumático por tudo o que passou na rua e achando que eu o abandonei — lamentou Nair.

Cabisbaixa, a aposentada retomou o táxi em que chegou. Se convenceu de que, apesar do desejo, aquele não era Pinpoo.

— Temos outras pistas. Sei que vamos encontrá-lo. Espero que seja rápido. Dentro de mim sinto como se tivessem sequestrado o meu filho. Estou há muito tempo sem notícias.

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3238067.xml

Leia mais

...go', diz aposentada. Gol informou que apura o caso. Vanessa Fajardo Do G1, em São Paulo 'Pinpoo' é a mistura de pincher com poodle e fará 11 meses neste mês (F...
10-Mar-2011
 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal