A A A
MP requer construção de abrigos para animais no PR PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
12-Set-2012
Redação Bonde com MP/PR
O Ministério Público do Paraná propôs na última quinta-feira (6) ação civil pública contra o município de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, para que a administração municipal construa e mantenha um abrigo adequado para animais de rua.

De acordo com a ação, o número de cães, gatos e cavalos abandonados nas ruas, em situação de risco, cresce a cada dia, "diante da ausência de uma política pública municipal para o controle da situação". O município, segundo o documento, mantém um pequeno canil com estrutura precária (material e humana), com capacidade para apenas 40 animais, sendo que está sempre lotado. Apenas no Campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) há mais cães abandonados do que a capacidade do canil municipal.

O programa de castrações existente atende em média 50 animais por mês, muito aquém da necessidade, alega a Promotoria. Além disso, funciona apenas durante alguns períodos, sendo que os animais castrados são devolvidos às ruas.

O objetivo da ação civil pública, segundo o promotor de Justiça Honorino Tremea, é compelir o município a construir e manter um abrigo adequado para os animais, com recursos materiais e humanos, em respeito ao meio ambiente, à saúde pública e à segurança no trânsito.

O MP-PR requer a construção de um Centro de Acolhida e Tratamento de Animais, no prazo de 12 meses, para os animais de rua, coma implantação de programas de vacinação, esterilização, tratamento, orientação e destinação desses animais à adoção (em lares substitutos, com parceria com entidades particulares interessadas). Além disso, requer que o município recolha todos os animais errantes de Ponta Grossa para levá-los ao abrigo, com o objetivo de vacinar, esterilizar, identificar e microchipar o animal, caso o dono não vá buscá-lo em até três dias, para facilitar o monitoramento e coibir a prática de eventual abandono pelo futuro adotante.

Também requer à Justiça que a administração municipal disponibilize um veículo próprio e adaptado para resgate e recolhimento desses animais, e que o município proceda a castração de cães da população comprovadamente carente que solicitar. Caso os itens acima sejam descumpridos, a multa diária prevista é de R$ 1.000 por animal negligenciado.
 
 

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal