A A A
MP vai apurar situação dos gatos abandonados na represa de Rio Preto/SP PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
26-Set-2015
 
Protetoras de animais denunciam descaso do Poder Público.
Elas denunciam o desaparecimento de dezenas de gatos do local.


G1 Rio Preto e Araçatuba

Vários gatos são abandonados na Represa de Rio Preto (Foto: Reprodução/TV TEM)


O Ministério Público de São José do Rio Preto (SP) abriu inquérito para apurar a situação dos gatos da represa da cidade. Protetoras denunciam o descaso do Poder Público e pedem aumento no número de castrações no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Elas também denunciam o desaparecimento de dezenas de gatos nas últimas semanas na represa.

Há gatos espalhados pela calçada, rua, muro, dentro dos prédios, na caçamba. Eles estão por todos os lados e são abandonados na represa há cerca de 10 anos. As pessoas deixam gatos de todo tamanho, cor, raça, doentes, sadios e até ninhadas inteiras.

De acordo com a protetora Rosemary Longhini é preciso aumentar o atendimento na castração urgente para diminuir esse problema. "Se a castração for contínua, a gente consegue acabar. Se o município der conta de promover as castrações, aos poucos a gente vai minimizando, diminuindo, né?.”

Além do abandono e da falta de castração, as protetoras denunciam o desaparecimento de dezenas de gatos da represa nas últimas semanas.

Para o promotor de Justiça Cláudio Santos de Moraes, que cuida do caso, a prefeitura tem, sim, responsabilidade.  "Queremos que o Centro de Zoonoses explique quais foram às providências tomadas com relação ao remanejamento dos animais que estavam lá. É lógico, o lugar é inadequado para manter esses animais, agora, o que o pessoal está questionando é: o que fizeram com esses animais. Querem saber se foram sacrificados ou qualquer coisa que o valha."

Em 2010, o desaparecimento de gatos na represa virou caso de polícia. Dezenas de animais foram envenenados. Um laudo da Unesp comprovou que os gatos morreram depois de comer alimentos com chumbinho, um veneno que tem venda proibida no País. A preocupação das protetoras é que essa crueldade volte a acontecer.

A assessoria de imprensa da prefeitura, disse que todos os questionamentos serão respondidos ao Ministério Público e esclarece que o município tem um programa de orientação quanto à posse responsável. A assessoria informa ainda que já faz a castração de animais, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e que são feita  cerca de 5 mil castrações anualmente no local. Os animais para adoção, em parceria com ONGs, também são castrados gratuitamente no CCZ.
http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2015/09/mp-vai-apurar-situacao-dos-gatos-abandonados-na-represa-de-rio-preto.html

Saiba Mais

... diz coordenador. Alternativa seria construção de Hospital Público Veterinário. Do G1 Rio Preto e Araçatuba Em abrigo de Rio Preto, quase 300 cães dividem...
28-Set-2015
 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal