A A A
Pais 'contratam' animais silvestres para festas infantis por até R$ 3,6 mil PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
29-Ago-2014
 
Biólogo carioca cuida de 19 bichos em sítio no Rio; Ibama não incentiva.
'É um show de curiosidades, como na Disney', conta atriz Nívea Stelmann.

Lívia Torres - Do G1 Rio

Giovanna Antonelli mostra uma coruja para as filhas gêmeas (Foto: Divulgação / BEAnimal)

Já se foi o tempo em que a alegria da criançada em festas infantis era feita só de pipoca, brigadeiro e brincadeiras. Conhecidos personagens de desenhos animados, espécies silvestres têm sido presença cada vez mais comum em comemorações. Para incluir aves, lagartos, iguanas e até uma coruja entre a lista de convidados, no entanto, anfitriões têm que pagar caro: até R$ 3,6 mil. Além de animar os eventos, a ideia é incentivar uma educação ecológica.

Nando (arara-vermelha), Rui (arara-canindé), Thor (iguana), Bubu (coruja) e Isabel (gavião), são cinco dos 14 animais que o biólogo Yuri Domeniconi, de 33 anos, cria em um sítio em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio. Ele diz ter o certificado dos animais no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e que todos mantêm seus comportamentos naturais.


Crianças assistem à iguana em festa infantil (Foto:Kiko Martins / BEAnimal)

“Não colocamos roupinhas, não cortamos a asa e nem fazemos nada que não seja da natureza deles. Eu tenho o projeto protocolado no Ibama e em todos os eventos eles sabem que estamos lá. Os bichos repetem nas apresentações comportamentos que teriam na normalmente”, afirmou.

Ibama não incentiva

O Ibama diz que não apoia esse tipo de atividade porque não faz bem para o animal e pode gerar estresse ao bicho. Apesar de o instituto não incentivar a participação em eventos, não existem leis que amparem e proíbam que uma pessoa que possui a nota fiscal de compra de um animal em criadouro utilize os bichos em festas infantis.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ibama, se houver denúncia de maus tratos ou descaso, é aplicada uma multa ao dono do animal, que pode variar de R$ 500 a R$ 3 mil, dependendo da gravidade da infração.


Nivea Stelmann alugou os animais para o aniversário do seu filho Miguel (Foto: Divulgação / BEAnimal)

Público

O biólogo acabou virando o queridinho das celebridades como, por exemplo, as atrizes Giovanna Antonelli e Nívea Stelmann, que celebraram o aniversário dos filhos contratando os animais de Yuri. A apresentação é dividida em três etapas: parte didática, fotografia e interação com os bichos. O preço de cada atividade separada custa R$ 1,2 mil e o pacote, R$ 3,6 mil.

“Não tenho como fazer mais barato porque preciso pagar pessoas para cuidar dos animais. A pessoa pode fazer um combo ou contratar um serviço separado. Nosso público é a classe alta, que tem condições de pagar por um serviço bem feito. Meu casting tem 12 aves e não são todas que vão para o evento. A gente mostra a caixa de transporte e eles decidem se querem ou não ir. Convencemos eles dá mesma forma que se dá chocolate para criança”, disse o biólogo.

'Nada de maldades', diz atriz

Nívea Stelmann diz que decidiu fazer a festa do filho Miguel porque ele é apaixonado por animais. "Eu sempre queria fazer uma superfesta, tentando inovar. O Miguel é alucinado por bicho. O que eu pude observar é que ele [Yuri] tem o maior cuidado, as crianças tiram uma foto ou outra, mas nada de maldade com os animais. É um show de curiosidades, como na Disney. A festa fez muito sucesso, meu filho pediu bis e eu fiz duas vezes”, contou.

Mãe de cinco filhos, a fotógrafa Dani Prates contratou os animais para dois eventos, uma na escola do filho mais novo e outra em uma casa de festas. “Hoje, meu filho não mata formiga, nem minhoca. Eu moro em Vargem Pequena [Zona Oeste do Rio] e foi muito importante pra ele, já que aqui sempre aparecem uns bichos diferentes. O mais legal é respeitar os animais".

Apresentação didática

Com dez anos de experiência em treinamento, Yuri trabalhou nos zoológicos do Rio e em Portugal. Voltou para o Brasil em 2004 e, em 2006, começou a trabalhar como empresário. Ele afirma que seu trabalho é educativo e que tem bagagem para garantir o bem-estar dos animais.

“O sonho da minha vida era criar bicho. Toda apresentação é didática. A minha empresa é divertida e educativa e em nenhum segundo pensamos que quanto mais as pessoas tocarem nos animais, melhor”, concluiu.


Ave durante apresentação em festa infantil (Foto: Dani Prates / BEAnimal)

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/08/pais-contratam-animais-silvestres-para-festas-infantis-por-ate-r-36-mil.html

Nota T.A. - Fariam melhor e educariam as crianças de verdade se efetuassem uma doação para santuários animais. E fica a dúvida, esses biólogos possuem autorização para realizarem esse tipo de serviço? Pagam impostos por isso ou alguma taxa pela prestação desse serviço de entretenimento com a utilização de animais?

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal