A A A
Porto Velho recebe doação de coleiras que previnem picada da leishmaniose PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - BRASIL
25-Out-2016
 
A ação será realizada sábado, dia 29, como forma de combater a doença, que tem casos registrados em todo o país.
 

A Inovar Produtos Agropecuários vai doar para os cães da Associação Protetora dos Animais Desamparados - Amigos de Patas 50 coleiras Scalibor®, a coleira recomendada mundialmente pelos principais especialistas para proteger os cães das picadas do mosquito transmissor da leishmaniose visceral, também conhecida como calazar.

A ação será realizada sábado, dia 29, como forma de combater a doença, que tem casos registrados em todo o país.

A leishmaniose visceral é uma doença endêmica no Brasil de alta letalidade, causada por um protozoário que pode ser transmitido ao cão e ao homem pela picada de um mosquito que tem sido encontrado em todas as regiões do país.

Ela provoca alterações nos rins, fígado, baço e na medula óssea e pode matar o cão e colocar em risco a vida das pessoas que convivem com ele. Os sintomas são apatia, perda de peso e aumento do volume abdominal. Nos animais, provoca ainda feridas na pele. Para os cães infectados, o Ministério da Saúde recomenda a eutanásia.

A leishmaniose visceral mata mais do que a dengue. O último levantamento oficial do Ministério da Saúde, do ano de 2013, mostra que de 2010 a 2013, 928 pessoas morreram no Brasil vítimas de leishmaniose visceral, enquanto que 847 morreram por causa da dengue no mesmo período. Por se tratar de uma doença incurável, a única maneira de combatê-la é a prevenção.

Além de manter o cão com a coleira, atitudes simples, como manter o quintal sempre livre de folhas, frutas e fezes em decomposição evitam que o mosquito se prolifere.

A Associação Protetora dos Animais Desamparados - Amigos de Patas conta com a mobilização e ajuda de empresas e de toda a população para continuar realizando o trabalho que desenvolve há sete anos, de resgate, abrigo e cuidados de animais abandonados de Porto Velho.

Números da leishmaniose visceral:

- É a segunda doença parasitária que mais mata no mundo;

- Segundo a Organização Mundial da Saúde, a doença registra anualmente 500 mil novos casos humanos no mundo com 59 mil óbitos;

- Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% das ocorrências;

- Na América Latina, ela já foi detectada em 12 países e destes, cerca de 90% dos casos acontecem no Brasil, onde, em média, 3.500 pessoas são infectadas e mais de 200 morrem anualmente;

- Pesquisadores estimam que nas áreas endêmicas, para cada humano doente, existam 200 cães infectados.

Serviço:

Encoleiramento dos cães da Associação Protetora dos Animais Desamparados - Amigos de Patas

Data: 29 de outubro, às 10h

Endereço: R. das Associações, 3ª quadra, bairro Costa e Silva – Porto Velho

Autor: Rondonoticias/Assessoria
Fonte: Rondonoticias/Assessoria

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal