A A A
Após descoberta de corpos de filhotes de tigre, ONU reitera luta contra comércio ilegal PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - MUNDO
13-Jun-2016
 
Setenta filhotes de tigres mortos e outros vestígios foram encontrados em um templo budista. PNUMA e UNODC destacam importância do combate ao tráfico de animais selvagens, comércio ilegal que movimenta bilhões de dólares todos os anos.


Foto: ONU/John Isaac


Após a descoberta de 70 filhotes de tigres mortos, como também de peles de tigre, talismãs e outras partes dos animais selvagens em um templo budista na Tailândia, duas agências das Nações Unidas disseram que essas circunstâncias representam apenas uma “pequena proporção” da extensão da um comércio ilegal de vida selvagem que está empurrando as espécies à beira da extinção.

‘Na verdade, restam apenas cerca de 4 mil tigres na natureza”, alertaram o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) em um comunicado conjunto. “Até que o comércio ilegal de vida selvagem pare, estaremos suscetíveis a ver mais essas situações.”

As agências destacaram que a extensão desse comércio ilegal, e a urgência de se acabar com ele, foi o motivo que levou a ONU lançar recentemente a campanha “Wild for Life” (Solte a Fera Pela Vida) e de definir o tema do Dia Mundial do Meio Ambiente deste ano, marcado no último dia 5 de junho.

Estima-se que criminosos lucrem bilhões de dólares todos os anos com o comércio ilegal de vida selvagem, o que “mina nosso meio, comunidades, economia e segurança”.

Segundo o PNUMA e a UNODC, a ação contra o comércio ilegal de animais silvestres tornou-se uma prioridade global, ao se adotar uma resolução em julho de 2015, na Assembleia Geral da ONU, pedindo a todos os países para que tornem este um crime grave.

Além disso, a segunda Assembleia Ambiental da ONU (UNEA-2) reafirmou a urgência de esforços no combate a crimes contra a natureza, como também fizeram as nações do sudeste asiático ao adicionar o tráfico de vida selvagem na lista prioritária de crimes transnacionais.

As agências também louvaram os esforços das autoridades tailandesas que, em abril de 2015, confiscaram mais de 3 toneladas de marfim, a segunda maior apreensão da história do país.

“Dada a extensão do mercado ilegal de animais selvagens na Ásia, é importante que todos os países se unam para erradicar estas práticas ilegais”, disseram as agências.
 
 

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal