A A A
Elefante mais triste do mundo morreu depois de 61 anos sozinha numa cela PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - MUNDO
28-Mai-2016
 

Não foi uma vida feliz, muito menos confortável, ainda assim Hanako superou a esperança média de vida (entre os 55-60 anos).

A elefante morreu esta sexta-feira, depois de 61 anos presa, sozinha, numa cela de cimento num zoo, em Tóquio.

Hanako ficou conhecida no ano passado após uma campanha internacional para melhorar as condições de vida dos animais nos jardins zoológicos.

A elefante tornou-se famosa depois de um ativista ter usado a sua história para denunciar o que se passa em alguns jardins zoológicos. O canadiano, defensor dos direitos dos animais, chegou mesmo a fazer uma petição online contra as más condições dos animais

 
 
 
 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal