A A A
Falta de dinheiro para vacinar cães causa 'milhares de mortes' por raiva PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - MUNDO
27-Mai-2014
 
De acordo com especialista, tratamento da doença é mais caro que prevenção
 
BBC Brasil

De acordo com especialista, algumas das vacinas usadas atualmente para prevenir a raiva em cães e outros animais são de qualidade inferior à desejada - Wally Santana/AP

A falta de recursos para a vacinação de cachorros está provocando a morte, anualmente, de milhares de crianças em vários países do mundo. O diretor da OIE (Organização Internacional da Saúde Animal), Bernard Vallat, disse à BBC que o assassino invisível - o vírus causador da raiva, ou hidrofobia - poderia ser eliminado por um décimo dos custos de tratamento de um paciente.

Uma das doenças mais antigas de que se tem conhecimento no mundo, a raiva é transmitida normalmente pelo contato com a saliva de cães ou morcegos infectados. Segundo as estimativas mais recentes, a raiva mata cerca de 55 mil pessoas anualmente. Cerca de 40% das vítimas têm menos de 15 anos de idade.

O vírus afeta o sistema nervoso central e provoca inchaço no cérebro. Se não é tratada a tempo, a doença torna-se incurável.

Prevenção


Em 1885, os cientistas Louis Pasteur e Emile Roux desenvolveram uma vacina que, desde então, salvou milhões de pessoas da raiva. Ela também foi usada para erradicar a doença em várias partes do mundo, eliminando o vírus de cachorros e outras espécies que podem transmitir a infecção, incluindo raposas.

Mas os custos da vacinação preventiva continuam relativamente altos - e isso significa que a doença continua presente, por exemplo, em regiões pobres da Ásia.

As vítimas com frequência são crianças que se aproximam dos animais sem saber dos riscos. E como crianças muito pequenas não são capazes de contar aos pais o que lhes aconteceu, profissionais de saúde temem que o número total de vítimas do vírus seja bem maior do que as estimativas oficiais.

Em palestra durante o congresso anual da OIE em Paris, Vallat afirmou que investimentos internacionais para a erradicação da doença são escassos.

― Mesmo quando mostramos que o custo de vacinar cachorros é 10% do custo de tratar pessoas mordidas por cães no mundo, não somos capazes de convencer os doadores.

Vallat comparou a falta de investimentos no combate à raiva às manchetes que geradas pela descoberta, recentemente, do vírus da Mers (sigla em inglês para Síndrome Respiratória do Oriente Médio).

― A raiva está em um número pequeno de países, não é visível. Temos cerca de 70 mil crianças morrendo, anualmente, com dores terríveis, e a mídia não fala disso, fala da Mers, que matou 200 pessoas bem idosas.

Vacinas ruins

Outra razão para preocupação é o fato de que algumas das vacinas usadas atualmente para prevenir a raiva em cães e outros animais serem de qualidade inferior à desejada. Isso pode, na verdade, piorar a situação.

― Há vacinas bem baratas para a raiva, são vacinas atenuadas (em que o vírus encontra-se vivo porém, sem capacidade de produzir a doença). Se não forem controladas, você pode acabar infectando os animais com o vírus.

'Nosso padrão é usar vacinas inativas, (com as quais) o animal cria anticorpos com base em um vírus que não está vivo', completou.

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal