A A A
Nova provedora dos animais em Lisboa quer proteger sem olhar as raças PDF Imprimir E-mail
Noticias - ANIMAIS - MUNDO
26-Nov-2014
 
A nova provedora dos animais de Lisboa, Inês Sousa Real, assegurou hoje que pretende desenvolver a sua acção protegendo todos os animais que existem na cidade, independentemente da sua raça.

"A minha missão, enquanto provedora, é proteger e salvaguardar os direitos dos animais e os seus interesses, considerando aqui todos os animais sencientes, que coabitam connosco na cidade de Lisboa", afirmou a responsável à agência Lusa, no final da cerimónia de tomada de posse, que decorreu nos Paços do Concelho.

A também jurista disse que vai incluir na sua função, "não só o cão e o gato", como também os animais utilizados para "espectáculos circenses, touradas, exposições de animais e venda".

"Temos uma diversidade muito grande de animais na cidade", apontou Inês Sousa Real, referindo-se aos cavalos "usados quer nos circos, como nos coches e nas matas para limpeza" como para "entretenimento humano ou companhia" e, ainda, aos pássaros existentes na "fauna imensa nas matas e nos jardins" da cidade.

A provedora, que tem experiência nos direitos dos animais, tendo tirado um mestrado em Direito Animal e criado a associação sem fins lucrativos Jus Animalium, composta por juristas, referiu que existem também raposas e esquilos no Parque Florestal de Monsanto, que estarão incluídos na sua missão.

Para Inês Sousa Real, os lisboetas estão mais sensibilizados para os direitos dos animais e exemplo disso é o "decréscimo muito grande [nos últimos anos] da assistência aos espectáculos como circos e touradas".

"O ser humano, hoje em dia, já não se regozija com o sofrimento dos animais. E os laços sociais que se foram estabelecendo impõem hoje um outro tratamento", justificou.

Também presente na cerimónia, o vereador das Estruturas de Proximidade da Câmara de Lisboa, Duarte Cordeiro, indicou à Lusa que "a figura da provedora é fundamental", não só quanto à Casa dos Animais (canil e gatil municipal), como para o "apoio e implementação da lei contra os maus tratos".

A estes motivos acresce o "papel importante na fiscalização" por parte do município", apontou Duarte Cordeiro.

A Casa dos Animais de Lisboa foi inaugurada no final de Julho, após obras no equipamento. Segundo o autarca, o município está a "regularizar o quadro de pessoal e o número de tratadores e apanhadores" do canil e gatil, assim como a modernizar "os equipamentos e a frota".

Já o presidente do município, António Costa, frisou na sua intervenção uma alteração de "paradigma da relação do município com os animais".

A escolha da provedora foi feita em parceria com o Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN), que tem assento na Assembleia Municipal de Lisboa.

Lusa/SOL
 
 

 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal