A A A
Operação da PF prende secretários do Meio Ambiente no Rio Grande do Sul PDF Imprimir E-mail
Noticias - MEIO AMBIENTE - BRASIL
29-Abr-2013
 
No Rio Grande do Sul, dois secretários do Meio Ambiente, o estadual e o de Porto Alegre, foram presos. Também foram detidas outras 15 pessoas e uma em Santa Catarina. O grupo é suspeito de fraudes em licenças.

ImageNo Rio Grande do Sul, dois secretários do Meio Ambiente, o estadual e o de Porto Alegre, foram presos nesta segunda-feira (29) em uma operação da Polícia Federal. Também foram detidas outras 15 pessoas no estado e uma em Santa Catarina . O grupo é suspeito de fraudes em licenças ambientais.

150 policiais participaram da operação.  Em Porto Alegre, os agentes recolheram material nas secretarias do Meio Ambiente estadual e municipal, e também em outros órgãos públicos.   

Nas casas dos suspeitos, os investigadores apreenderam armas e mais de meio milhão de reais. Entre os presos estão o secretário estadual do Meio Ambiente, Carlos Niedersberg, que foi exonerado no meio da tarde; o secretario do Meio Ambiente de Porto Alegre, Luiz Fernando Zachia, também afastado do cargo; e o ex-secretario estadual do Meio Ambiente, Berfran Rosado.

Segundo as investigações, o grupo é suspeito de conceder e agilizar licenças ambientais para projetos de construção civil e exploração mineral, mediante um pagamento de propinas.

“Até mesmo em situações já sabiam que haveria dano ao meio ambiente e mesmo assim liberavam os empreendimentos”, explica o superintendente da Polícia Federal Sandro Caron.

Além dos crimes ambientais, os policiais identificaram também lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e corrupção.

“Quando o empresário precisava de uma licença ambiental, ele procurava o despachante ambiental, na verdade um consultor ambiental, que fazia essa ponte com o servidor público corrupto”, explicou o delegado da Polícia Federal Roger Soares Cardoso.
A Polícia Federal montou uma força-tarefa para analisar os danos ambientais causados pela ação desse grupo. Dez peritos criminais de várias regiões do país estão chegando ao estado entre esta segunda-feira (29) e a próxima terça. Eles são especialistas da área ambiental e além das perícias, vão verificar os documentos apreendidos.

Um dos casos investigados foi mostrado no Jornal Nacional em janeiro: a extração irregular de toneladas de areia do Rio Jacuí para a construção civil. Segundo a própria Policia Federal, este tipo de ação provocou o desparecimento de mais de 60 praias nas últimas décadas.

Os advogados de Carlos Niedersberg e de Luiz Fernando Zachia declararam que os clientes desconhecem qualquer irregularidade na atuação deles nas secretarias.

O representante do ex-secretário Berfran Rosado não quis se manifestar antes de analisar os documentos.
 
< Anterior   Próximo >

Gostou? Compartilhe em sua rede social.

Escolha o Idioma

Veja também

Nossas Lutas
Aconteceu
Utilidade
Direito Animal
Cyberativismo
Textos
Fatos Reais
Websites e Blogs
Curiosidades
Galeria

Anunciantes

J_Adore_Mes_Amis_Le_Bidou
 
 
Roberto Roperto - Pizzas Vegetarianas
Nova pagina 1

Mantenha-se atualizado

Escolha como deseja se comunicar conosco ou receber as nossas notícias e informações. Estamos no Facebook, pode ser também pelo RSS FEED clicando ao lado direito, pelo TWITTER, no nosso BLOG ou então pelo nosso Grupo no YAHOO. Quer assistir alguns vídeos interessantes, acesse o nosso Canal no YouTube. Não será por falta de opções que você ficará desinformado. Não é mesmo?

Direitos Reservados - Tribuna Animal